terça-feira, 7 de outubro de 2008

O deboche das absolvições

Classificação Principal: Cosmoética
Classificação Específica:
Politicologia
Classificações Secundárias: Ética; Grupocarmalogia

O Deboche das Absolvições; Ulisses Nutti Moreira - Advogado


" O DEBOCHE DAS ABSOLVIÇÕES. Então presidente do congresso nacional, exímio criador de gado no arraial, no cultivo de “laranja”, também não se deu mal. Matreiro, bom de bico e de bolso, sensual, Renan conquistou a “coelhinha da capital”, usou lobista de empreiteira, seu amigo leal, pagou pensão pro inocente fruto da conjunção carnal. Na defesa, reuniu a cupinchada endiabrada, lacrimoso, recebeu o perdão da mulher amada, como coco, avisou que só cairia na porrada, ameaçou contar os podres da moçada. De repente, a turba desafeta ficou embasbacada ao ver as fotos, quando a revista foi publicada. Foi absolvido (e invejado), atrás da porta fechada. Calígula ao nomear senador INCITATUS, seu cavalo predileto, zombou dos romanos. Pior aqui, onde o “sem-votos cabeleira” arrecadou “chinelinhos pros franciscanos”. Dornelles liberou, porque dinheiro de caixa-2 no colchão consiste apenas em crime fiscal. Coisa de alcoviteira, não há provas, justificou Mercadante a abstenção. Ser dono de TV em nome da família, pode. Político astuto fica sempre por cima. De Sarney a Garibaldi, não falhou a defesa do Almeida Lima. Deu os trâmites por findos, ao arquivo o Quintanilha. Decoro! De que se trata? Ética! Pura baboseira... Na troca com Lula, deu CPMF na algibeira... “nos in medius (os decentes), frittus et infarinattus” Ulisses Nutti Moreira Advogado "

-------------------------------------------------------------------------------------------------


Nenhum comentário: